7 Maravilhas da Gastronomia

2011-04-09

Reveladas as 70 pré-finalistas

Esta primeira seleção, realizada por um painel de 70 especialistas, revelada esta quinta-feira, 7 de abril (2011), acontece após a recepção, entre 7 de fevereiro e 27 de março, de 433 candidaturas de pratos de todo o país. Um número inédito para o qual muito contribuiriam os GAL (Grupos de Ação Local), responsáveis pela apresentação de 140 nomeações.

Parceiros locais das 7 Maravilhas da Gastronomia desde a primeira hora, os GAL empenharam-se fortemente na divulgação e promoção do evento, de forma a incentivar a participação dos seus territórios. Além da apresentação de candidaturas às sete categorias de pratos em concurso, os GAL colaboraram ativamente na constituição do painel responsável pela eleição das 70 pré-finalistas.

A promoção dos produtos agrícolas de qualidade, da valorização dos saber-fazer associados à história, à cultura e à identidade dos territórios - subjacente às 7 Maravilhas da Gastronomia - são dimensões que sempre pautaram a intervenção dos GAL e da MINHA TERRA e que justificam o seu forte envolvimento nas diversas fases da iniciativa, sob a forma de um projeto submetido à Cooperação Interterritorial LEADER (PRODER e PRORURAL).

Entre as 70 pré-finalistas, 12 representam o Alentejo; a região com mais pratos nomeados, com um ou dois pratos em todas as categorias, à exceção do Marisco.

Segue-se a região de Lisboa e Setúbal com nove pratos pré-finalistas, nomeadamente nas categorias Peixe e Mariscos, com duas presenças em cada uma.

Açores, Madeira, Trás-os-Montes e Alto Douro e Beira Litoral surgem com oito pratos cada respetivamente. Marisco é o prato forte dos Açores, com três nomeados nesta categoria. A Madeira distingue-se nas Entradas; Trás-os-Montes e Alto Douro na Caça e a Beira Litoral nos pratos de Carne e nos Doces.

O Algarve e o Entre Douro e Minho contam com seis nomeações cada. O Algarve só não aparece representado nas Sopas e nos pratos de Carne; Entre Douro e Minho não tem Entradas nem pratos de Marisco e Caça mas surge muito bem representado na categoria Peixe com três receitas.

A Beira Interior surge com uma entrada, uma sopa e um prato de caça e a Estremadura e Ribatejo aparece representada com dois pratos. Estes e todos os outros pratos pré-finalistas darão corpo à edição especial de um livro.

A MINHA TERRA, membro do Conselho Científico das 7 Maravilhas da Gastronomia, acompanhou de perto a fase de nomeações, assim como o processo de eleição das pré-finalistas, garantindo o rigor na escolha dos pratos nomeados.

Entre as 433 candidaturas que a organização recebeu, o maior número de nomeações registou-se na categoria Doces, com 121 candidatos. Seguiram-se-lhe as categorias Carne e Peixe, com 93 e 91 pratos nomeados, respetivamente. Entradas foram 61 e Sopas 33. Na categoria Marisco apresentaram-se 20 candidatos e na Caça 14.

Por regiões, o maior número de candidaturas foi da Beira Litoral, com 71 pratos, seguindo-se Entre Douro e Minho com 68 candidatos e Lisboa e Setúbal com 61. A Estremadura e Ribatejo concorreu com 54 pratos, o Alentejo com 41 e Trás-os-Montes e Alto Douro com 36. A região da Beira Interior apresentou 32 candidaturas, o Algarve 28, os Açores 22 e a Madeira 20.

Na próxima fase do concurso, 21 personalidades representando várias áreas da sociedade vão apurar três pratos por categoria. As 21 finalistas serão divulgadas a 7 de maio. É então que se inicia a votação pública (por SMS, chamada telefónica, facebook e site das 7 Maravilhas da Gastronomia), a decorrer até 7 de setembro. As 7 vencedoras serão apuradas pelo maior número de votos e não serão eleitas mais do que duas Maravilhas por região.

As 7 Maravilhas da Gastronomia serão conhecidas a 10 de setembro de 2011.

Documentos Anexos:

Lista 70 pré-finalistas


Terra Viva 2019


I14-TERRAXVIVA.JPG

A 3.ª edição do programa Terra Viva da Antena da TSF deu voz e ouvidos a 54 promotores e promotoras de projetos, beneficiários da Medida LEADER do PDR2020 através dos Grupos de Ação Local do Continente, entre os dias 3 de junho e 9 de julho de 2019.

ELARD

 

I19-BOTXXOXFMTXPRESIDENCIA.JPG

 

A ELARD, constituída por redes nacionais de desenvolvimento rural, congrega Grupos de Ação Local gestores do LEADER/DLBC de 26 países europeus. A MINHA TERRA foi presidente da ELARD no biénio 2018-2019.

54 Projetos LEADER 2014-2020

 
I2-54XPROJETOS.JPG

Repertório de projetos relevantes e replicáveis apoiados no âmbito da Medida 10 LEADER do Programa de Desenvolvimento Rural 2020 elaborado pela Federação Minha Terra.

Cooperação LEADER


Edição da Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural e Federação Minha Terra, publicada no âmbito do projeto “Territórios em Rede II”, com o apoio do Programa para a Rede Rural Nacional.






Agenda

Cimeira Nacional de AgroInovação 2022

2022-10-11 a 2022-10-12, CNEMA, Santarém

Dia Municipal para a Igualdade 2022

2022-10-17 a 2022-10-31, Atividades em todo o país

Workshop "Promoção da igualdade de género nas zonas rurais da UE"

2022-11-15, Andolsheim (Alto Reno, França)

Receitas e Sabores dos Territórios Rurais

 

 I15-LIVROX7MG.JPG 

O livro “Receitas e Sabores dos Territórios Rurais”, editado pela Federação Minha Terra, compila e ilustra 245 receitas da gastronomia local de 40 territórios rurais, do Entre Douro e Minho ao Algarve.





[ETAPA RACIONAL ER4WST V:MINHATERRA.PT.5]