MOART - ADL mostram artesanato e produtos regionais

2011-12-15

2011

A presença da ADRUSE, DOURO SUPERIOR, PRÓ-RAIA e RAIA HISTÓRICA, com os melhores produtos dos seus territórios, reforça o lema da iniciativa que continua no próximo fim de semana (17/18 de dezembro) a dar a conhecer e descobrir, viver e saborear Portugal, tudo num só espaço, em Lisboa.

A MOART - Mostra de Artesanato e Produtos Regionais inaugurou na passada quinta-feira, 8 de dezembro, no Museu de Arte Popular, em Belém, com um tradicional magusto oferecido pela Casa de Trás-os-Montes e Alto Douro, ao som do grupo popular «Os Maranus».

E logo no fim de semana, apesar da chuva e do frio, as expetativas iniciais foram superadas, com uma afluência «bastante satisfatória» de visitantes que não quiseram perder a oportunidade de descobrir os sabores e saberes de muitas regiões do país.

O evento, 100 por cento nacional, contou com cerca de 30 expositores de artesanato e produtos regionais, num programa rico em animação musical, oficinas e muitas mais surpresas.

Por estes dias, Portugal cabe no Museu de Arte Popular. Em duas grandes salas, as bancas sucedem-se umas às outras, repletas das mais variadas iguarias gastronómicas e peças de artesanato.

Queijo Terrincho Vale do Côa, azeite, vinho, enchidos, licores, mel, doces e compotas, ervas aromáticas, frutos secos, a tradicional amêndoa coberta de Moncorvo, a conhecida castanha da Guarda? São apenas alguns dos sabores da banca das Associações de Desenvolvimento Local ADRUSE, DOURO SUPERIOR, PRÓ-RAIA e RAIA HISTÓRICA que se aliaram para esta participação coletiva na MOART.

Apostando no que de melhor se produz nos seus territórios de intervenção - Serra da Estrela, Douro Superior e Beira Interior Norte - também lá estão, lado a lado, mantas 100 por cento lã virgem, cachecóis, gorros e pantufas para os dias mais frios, e os tradicionais cobertores de papa das Maçainhas, a preços muito apetecíveis!

Para lá da oportunidade de negócio, esta é uma forma de animação que vale a pena apostar para dar visibilidade aos produtos e produtores dos territórios, contribuindo para a afirmação da identidade territorial, como explicaram Paulo Marques e António Sales Gomes, coordenadores da PRÓ-RAIA e RAIA HISTÓRICA, à MINHA TERRA.

No sábado, durante a emissão em direto do programa "Terra a Terra" da TSF, o coordenador da RAIA HISTÓRICA voltou a sublinhar a importância deste tipo de eventos para os territórios que, apesar do despovoamento e desertificação, estão a investir cada vez mais nos saberes-fazer locais, introduzindo mo mercado produtos de grande qualidade.

Ideias não faltam, apoios também existem, referiu António sales Gomes, destacando o apoio LEADER, atualmente integrado no Subprograma 3 do PRODER em Portugal Continental, e que tem vindo, nos últimos anos, a ser determinante para a concretização de projetos nas mais diversas áreas, ajudando quer ao nível da produção, quer da comercialização e promoção dos produtos regionais.

Aos microfones da TSF, Hélder Ferreira, presidente da Progestur - entidade responsável pela organização da iniciativa, em parceria com o Museu de arte Popular e o apoio da Associação de Artesãos da Serra da Estrela -, mostrou-se bastante satisfeito com os objetivos já atingidos, quer ao nível da participação de produtores, quer do número de visitantes, quer ainda em termos de visibilidade do próprio evento.

A segunda parte da MOART é já no próximo fim de semana, 17 e 18 de dezembro. Além de continuar a mostrar o potencial dos produtos e das tradições portuguesas, o programa promete mais oficinas de rendas de bilros, ervas aromáticas, fiação de lã e pintura com chocolate (para os mais pequenos), propõe a atuação do grupo Urze de Lume, no sábado, e teatro de marionetas de ferreira do Alentejo, no domingo.

Colocar a MOART no calendário da programação de atividades culturais do país é o objetivo da organização que prevê, desde já, ao longo de 2012 mais iniciativas com o mesmo objetivo: promover a cultura, artes e tradições nacionais.


Terra Viva 2019


I14-TERRAXVIVA.JPG

A 3.ª edição do programa Terra Viva da Antena da TSF deu voz e ouvidos a 54 promotores e promotoras de projetos, beneficiários da Medida LEADER do PDR2020 através dos Grupos de Ação Local do Continente, entre os dias 3 de junho e 9 de julho de 2019.

ELARD

 

I19-BOTXXOXFMTXPRESIDENCIA.JPG

 

A ELARD, constituída por redes nacionais de desenvolvimento rural, congrega Grupos de Ação Local gestores do LEADER/DLBC de 26 países europeus. A MINHA TERRA foi presidente da ELARD no biénio 2018-2019.

54 Projetos LEADER 2014-2020

 
I2-54XPROJETOS.JPG

Repertório de projetos relevantes e replicáveis apoiados no âmbito da Medida 10 LEADER do Programa de Desenvolvimento Rural 2020 elaborado pela Federação Minha Terra.

Cooperação LEADER


Edição da Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural e Federação Minha Terra, publicada no âmbito do projeto “Territórios em Rede II”, com o apoio do Programa para a Rede Rural Nacional.






Agenda

Roda de Diálogo para a Alimentação

2022-09-15 a 2022-09-29, Eventos online

Formação Prática em Planeamento Holístico e Planos de Pastoreio

2022-09-29 a 2022-09-30, Salão da Junta de Freguesia de Mértola

Iniciativa "Há Festa na Aldeia" está de regresso à aldeia de Ul

2022-10-01 a 2022-10-02, Ul, Oliveira de Azeméis

Cimeira Nacional de AgroInovação 2022

2022-10-11 a 2022-10-12, CNEMA, Santarém

Receitas e Sabores dos Territórios Rurais

 

 I15-LIVROX7MG.JPG 

O livro “Receitas e Sabores dos Territórios Rurais”, editado pela Federação Minha Terra, compila e ilustra 245 receitas da gastronomia local de 40 territórios rurais, do Entre Douro e Minho ao Algarve.





[ETAPA RACIONAL ER4WST V:MINHATERRA.PT.5]