Alimentação de proximidade em tempos de afastamento

2020-04-09

Quando todos somos instigados a afastar-nos uns dos outros para reduzir contágios pelo novo coronavírus, os cidadãos, principalmente os que vivem nas cidades, aproximam-se da realidade dos produtores do complexo agro-alimentar.

Num momento de crise, o que é verdadeiramente importante ganha expressão e o acesso a alimentos de qualidade e em quantidade suficiente, assume a importância que devia ter sempre.

Alguns produtores agrícolas têm tido dificuldade em escoar a respectiva produção. A maioria dos mercados locais, ponto importante de comercialização de uma parte da produção da pequena agricultura e da agricultura familiar, encerrou; as feiras e festivais, onde se vendiam importantes quantidades de queijos, fumeiro e outros produtos, foram cancelados; a restauração está em serviços mínimos; os hábitos dos consumidores alteraram-se, evitando alguns produtos, preferindo outros menos perecíveis e recorrendo maioritariamente aos supermercados para se abastecer…

Diversas entidades têm-se mobilizado em torno de iniciativas desde o nível local ao nível nacional, com o duplo objectivo de ajudar ao escoamento de alguns produtos agrícolas e sensibilizar as famílias para consumir local e fresco, com destaque para a campanha promovida pelo Ministério da Agricultura – “alimente que o alimenta”. A comunicação social tem dado atenção à produção primária que se mantém ativa. A Comissão Europeia anuncia apoios aos agricultores. Os cidadãos procuram soluções que lhes permitam ter acesso “facilitado” a alimentos e recorrem às entregas ao domicílio.

Algumas iniciativas com vários anos de atividade, como o projeto projecto PROVE – entrega de cabazes de hortofrutícolas - registam uma procura sem precedentes… também neste âmbito as redes sociais demostram o seu poder e os cabritos disponibilizados pela ANCRAS - Associação Nacional de Caprinicultores da Raça, numa mensagem desesperada, esgotaram em menos de 24 horas. Grupos de voluntários organizam-se para fazer chegar alimentos a quem não pode sair de casa.

Numa iniciativa do Ministério da Agricultura, do PDR2020 e dos Grupos de Ação Local, foi alterada a legislação que permite apoiar os produtores que pretendem comercializar em circuitos curtos, para poder responder de forma mais flexível e mais ágil.

Multiplicam-se as iniciativas institucionais, solidárias e colaborativas para evitar uma crise alimentar em contexto de emergência nacional, assim como noutras áreas da nossa vida em sociedade.

As Associações de Desenvolvimento Local, estão envolvidas e são promotoras de diversas destas iniciativas e, através da Federação Minha Terra, colabora ativamente com a campanha “Alimente quem o alimenta” que pretende também contribuir para uma alimentação de proximidade.

A aposta que fazemos nos Circuitos Curtos Agro-alimentares e nos Sistemas Alimentares Locais, não é de agora. A crise que atravessamos, deu-lhe mais visibilidade e premência, mas o trabalho que estamos a fazer perspetiva, num futuro próximo, uma “normalidade” que pretendemos diferente e uma atitude mais cidadã, sustentável e justa em relação à alimentação. 

Ana Paula Xavier

Presidente da Direção da Federação Minha Terra


Terra Viva 2019


I14-TERRAXVIVA.JPG

A 3.ª edição do programa Terra Viva da Antena da TSF deu voz e ouvidos a 54 promotores e promotoras de projetos, beneficiários da Medida LEADER do PDR2020 através dos Grupos de Ação Local do Continente, entre os dias 3 de junho e 9 de julho de 2019.

ELARD

 

I19-BOTXXOXFMTXPRESIDENCIA.JPG

 

A ELARD, constituída por redes nacionais de desenvolvimento rural, congrega Grupos de Ação Local gestores do LEADER/DLBC de 26 países europeus. A MINHA TERRA foi presidente da ELARD no biénio 2018-2019.

54 Projetos LEADER 2014-2020

 
I2-54XPROJETOS.JPG

Repertório de projetos relevantes e replicáveis apoiados no âmbito da Medida 10 LEADER do Programa de Desenvolvimento Rural 2020 elaborado pela Federação Minha Terra.

Cooperação LEADER


Edição da Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural e Federação Minha Terra, publicada no âmbito do projeto “Territórios em Rede II”, com o apoio do Programa para a Rede Rural Nacional.






Agenda

Roda de Diálogo para a Alimentação

2022-09-15 a 2022-09-29, Eventos online

Formação Prática em Planeamento Holístico e Planos de Pastoreio

2022-09-29 a 2022-09-30, Salão da Junta de Freguesia de Mértola

Iniciativa "Há Festa na Aldeia" está de regresso à aldeia de Ul

2022-10-01 a 2022-10-02, Ul, Oliveira de Azeméis

Cimeira Nacional de AgroInovação 2022

2022-10-11 a 2022-10-12, CNEMA, Santarém

Receitas e Sabores dos Territórios Rurais

 

 I15-LIVROX7MG.JPG 

O livro “Receitas e Sabores dos Territórios Rurais”, editado pela Federação Minha Terra, compila e ilustra 245 receitas da gastronomia local de 40 territórios rurais, do Entre Douro e Minho ao Algarve.





[ETAPA RACIONAL ER4WST V:MINHATERRA.PT.5]