«Alfabeto do Desenvolvimento - Conceitos, Histórias, Imagens»

2012-10-06

A a Z. As 26 letras do alfabeto dão forma e conteúdo à publicação, num original projeto da ACEP, Associação IN LOCO e CESA - lançado no passado dia 3 de outubro -, que é também uma exposição e um espaço virtual.

A - Água. A primeira palavra do «Alfabeto do Desenvolvimento» é a «palavra de eleição» de Emílio Rui Vilar. Convidado a apresentar este livro/catálogo, o presidente cessante da Fundação Calouste Gulbenkian elogiou o projeto que considera «um belíssimo exemplo» de uma parceria.

Reunindo contributos de investigadores, jornalistas e fotógrafos, «de forma original, a obra ajuda a sensibilizar-nos para a necessidade de olharmos para o Desenvolvimento de uma forma plural e a mais abrangente possível, a única que deve ser», disse.

As primeiras palavras da sessão de lançamento do «Alfabeto do Desenvolvimento», realizada no Centro de Informação Urbana de Lisboa, couberam à presidente da ACEP - Associação para a Cooperação Entre os Povos.

Fátima Proença apresentou este Alfabeto como «uma proposta de olhares reflexivos sobre o mundo e também fragmentos da história recente. Cada uma das 26 letras deste Alfabeto abre uma porta para um tema, apresentado por um investigador e, em leituras autónomas, por um jornalista e um fotógrafo, permitindo assim cruzar três perspetivas e diferentes formar de formar, informar, comunicar, influenciar".

O «Alfabeto do Desenvolvimento» é, nas suas palavras, «um risco assumido por três organizações com distintas missões e natureza: uma ONGD - a ACEP, uma ADL [Associação de Desenvolvimento Local], a IN LOCO, e um centro de investigação universitário, o CESA [Centro de Estudos sobre África e do Desenvolvimento], que se propuseram criar um espaço para olhar diferentemente para o seu terreno de pensamento e ação comum, seja ele geográfico ou temático: o desenvolvimento.»

O «Alfabeto do Desenvolvimento» - com chancela do Camões - Instituto da Cooperação e da Língua - é também uma exposição e um espaço virtual (Blogue), que irá sendo alimentado com novos contributos, sendo assim igualmente um instrumento de trabalho, uma forma nova de contribuir para qualificar os talentos humanos com que interagimos nas nossas práticas quotidianas.»

Depois de Lisboa, o "Alfabeto do Desenvolvimento" - livro e exposição - irá percorrer o país, numa itinerância que aliando a apresentação da obra à realização de debates à volta da temática, promete contribuir para a reflexão e compreensão do Desenvolvimento.

- Programação (em atualização)

22 a 28 de outubro, Covilhã - Apresentação e debate dia 23 na UBI, 10h, em colaboração com o Prof. Alcides Monteiro e o Mestrado de Empreendedorismo e Serviço Social, da UBI.

29 de outubro a 4 de novembro, Coimbra - Debate a 29 de outubro, 17h30, no Centro de Estudos Sociais, em colaboração com o CES.

5 a 10 de novembro, Aveiro - Debate dia 5, 17h (local a confirmar); Exposição na Biblioteca da Universidade de Aveiro, em colaboração com o Prof. Carlos Jalali e o Mestrado de Ciência Política, da UA.

12 a 17 de novembro, Leiria - Debate dia 13, 12h, na Escola Superior de Educação, em colaboração com a Prof.ª Maria Antónia Barreto.

19 a 25 de novembro, Santarém - Apresentação e debate dia 22 (local e data a confirmar); em colaboração com a Prof.ª Ana da Silva, da ESE.

26 a 30 de novembro, Lisboa - Debate em data a confirmar, nas instalações do ISEG, em colaboração com o Mestrado de Desenvolvimento do ISEG.

1 a 7 de dezembro, Palmela - Debate a 7 de dezembro, 17h; Exposição em local a confirmar; em colboração com a Câmara Municipal de Palmela.

10 a 14 de dezembro, Tavira e São Brás de Alportel - Debate e exposição em local e data a confirmar.

17 a 23 de dezembro, Faro - Debate a 20 de dezembro, 19h, no Auditório Paulo Freire, Escola Superior de Educação e Comunicação, Campus da Penha, em Faro. Exposição de 17 a 21 de dezembro no átrio da Escola.

Para mais informações contactar Liliana Azevedo/ACEP | Tel. 217950175 | E-mail: projecto@acep.pt


Terra Viva 2019


I14-TERRAXVIVA.JPG

A 3.ª edição do programa Terra Viva da Antena da TSF deu voz e ouvidos a 54 promotores e promotoras de projetos, beneficiários da Medida LEADER do PDR2020 através dos Grupos de Ação Local do Continente, entre os dias 3 de junho e 9 de julho de 2019.

ELARD

 

I19-BOTXXOXFMTXPRESIDENCIA.JPG

 

A ELARD, constituída por redes nacionais de desenvolvimento rural, congrega Grupos de Ação Local gestores do LEADER/DLBC de 26 países europeus. A MINHA TERRA foi presidente da ELARD no biénio 2018-2019.

54 Projetos LEADER 2014-2020

 
I2-54XPROJETOS.JPG

Repertório de projetos relevantes e replicáveis apoiados no âmbito da Medida 10 LEADER do Programa de Desenvolvimento Rural 2020 elaborado pela Federação Minha Terra.

Cooperação LEADER


Edição da Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural e Federação Minha Terra, publicada no âmbito do projeto “Territórios em Rede II”, com o apoio do Programa para a Rede Rural Nacional.






Agenda

Iniciativa "Webinars às terças" está de regresso

2023-09-26 a 2023-12-19, Eventos online

Encontro do Regadio 2023 - XIV Jornadas da FENAREG

2023-12-11 a 2023-12-12, Alcantarilha, Silves

Workshop sobre durabilidade dos investimentos

2023-12-14, Bruxelas, Bélgica

Receitas e Sabores dos Territórios Rurais

 

 I15-LIVROX7MG.JPG 

O livro “Receitas e Sabores dos Territórios Rurais”, editado pela Federação Minha Terra, compila e ilustra 245 receitas da gastronomia local de 40 territórios rurais, do Entre Douro e Minho ao Algarve.





[ETAPA RACIONAL ER4WST V:MINHATERRA.PT.5]