30 anos de LEADER: Testemunho de homenagem de Samuel Thirion a Francisco Botelho

2022-07-11

Um testemunho de homenagem de Samuel Thirion a Francisco Botelho

Francisco Botelho, PROBASTO / INDE / Céula de Animação LEADER II

Um HOMEM do LEADER reunindo sensibilidade local e global

O programa LEADER foi para muitas pessoas uma fonte de esperança. Encontraram nesta filosofia uma abertura que não imaginavam ser possível num mundo fundamentalmente compartimentado que deixava pouco espaço para a transversalidade e novas ideias. Para certas pessoas foi mesmo uma fonte de evolução radical.

O Francisco Botelho é, das pessoas que conheci no LEADER, provavelmente a que mais se entusiasmou e evoluiu com esta iniciativa comunitária. No momento do lançamento da mesma, trabalhava na Câmara Municipal de Ribeira da Pena como responsável pela área da cultura. Entre outras atividades, ocupava-se da biblioteca, dedicando-se à pesquisa sobre a história, cultura e património da região, interessando-se particularmente em autores clássicos como Camilo Castelo Branco.

O Francisco fazia questão de manter viva a memória do passado e dedicava-se com grande paixão a esta tarefa, organizando manifestações culturais com as populações locais e até transformando a sua própria residência num museu de artes locais.

Quando surge o LEADER, a Câmara Municipal de Ribeira de Pena em parceria com as Câmaras Municipais vizinhas e alguns outros atores locais das Terras do Basto organiza-se na montagem de uma ADL- Associação de Desenvolvimento Local, a qual designaram como PROBASTO objetivando apresentar uma candidatura ao Programa de Iniciativa Comunitária LEADER.

Rapidamente o Francisco é observado como a escolha certa enquanto coordenador desta nova Associação tendo em conta a sua grande sensibilidade na valorização da identidade territorial.

Revela-se então ser uma pessoa de grande capacidade de animação, não só do GAL - Grupo de Ação Local PROBASTO, mas também da Rede Nacional do Programa, nos momentos de encontros nacionais organizados pela equipa do Engº. Goulard Carrinho (Autoridade de Gestão Nacional do LEADER) e até o seu falecimento.

Nestes momentos de afirmação das especificidades desta Iniciativa Comunitária, Francisco Botelho aparece como um dos líderes e porta-voz da iniciativa a nível nacional.

Foi no momento do lançamento do Observatório Europeu LEADER II que conheci o Francisco. Imediatamente simpatizámos um com o outro e começámos a pensar no que poderia ser uma célula de animação nacional em Portugal. O que mais apreciava nele era a sua clareza, a sua visão e a sua grande sensibilidade. Foi uma grande fonte de inspiração para mim.

Rapidamente, constituímos uma equipa a três (ele, o Camilo Mortágua e eu) e começámos a lançar projetos de difusão da abordagem LEADER fora de Portugal. O primeiro foi na Polónia em 1996 e 1997: dois anos de uma experiência inédita, com a implementação da primeira transferência da metodologia LEADER num país de Leste. Foram formados 10 jovens animadores durante 6 meses em Portugal, visando lançar 10 iniciativas-piloto no Sul-Este da Polónia. Este também foi o primeiro projeto de cooperação a nível nacional, envolvendo 10 GAL portugueses de todo o país, os quais tinham a incumbência de formar estes jovens e já numa perspetiva de cooperação descentralizada com as 10 iniciativas pilotos na Polónia. Infelizmente este projeto não teve seguimento por falta de continuidade do financiamento europeu obtido.

Em 1998, no momento do concurso para a Célula de Animação LEADER II em Portugal, novamente os três (Francisco, Camilo Mortágua e eu) e montamos uma candidatura em nome da INDE (Intercooperação e Desenvolvimento), organização não-governamental, valorizando todas as nossas ideias adquiridas durante esses anos. O projeto foi aprovado e considerado a nível europeu como o melhor projeto de animação nacional.

Infelizmente a sua duração demasiado curta (aproximadamente 3 anos) não permitiu atingir plenamente os seus objetivos.

Simultaneamente, a INDE tinha conseguido lançar um projeto de transferência do LEADER em Cabo Verde com co-financiamento do FIDA- Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola e nesse âmbito e para a implementação do projeto também a participação do Francisco Botelho, para além do Camilo Mortágua, foi fundamental.

Depois da decisão do Ministério da Agricultura de não renovar o contrato da Célula de Animação Nacional no LEADER II, tivemos poucas oportunidades de nos encontrar novamente, eu próprio tendo ido trabalhar para o Conselho da Europa. Sabia que o Francisco estava doente e sofria muito já há vários anos. Apreendi o seu falecimento em 2009 com uma grande tristeza.

Guardo viva a memória deste homem fora do comum, que dava importância acima de tudo à lealdade, à amizade, à criatividade, à cultura. Era um homem profundamente pacífico que sonhava com um mundo melhor baseado nas relações humanas a nível local e construído a nível global a partir do local. A sua participação na rede DELOS, no âmbito do FIDA, era com esta visão. Também sempre permaneceu ligado à sua terra, Ribeira de Pena, local onde nunca desistiu de viver.

No blog(*) que publicava nos últimos anos da sua vida lembro-me destas palavras, falando do seu próprio quintal: “Talvez um dia me possam trazer para aqui para morrer. Talvez um dia possam espalhar as minhas cinzas por estes metros que a minha vista alcança. Porque mais do que qualquer outro sítio do mundo, eu pertenço aqui.

Francisco, estarás para sempre connosco e com a nossa esperança partilhada de um mundo pacificado onde a convivência a nível local se conjugue com a convivência a nível global. É a marca que deixaste para sempre!

Samuel Thirion

(*) http://franciscobotelho.blogspot.com


Terra Viva 2019


I14-TERRAXVIVA.JPG

A 3.ª edição do programa Terra Viva da Antena da TSF deu voz e ouvidos a 54 promotores e promotoras de projetos, beneficiários da Medida LEADER do PDR2020 através dos Grupos de Ação Local do Continente, entre os dias 3 de junho e 9 de julho de 2019.

ELARD

 

I19-BOTXXOXFMTXPRESIDENCIA.JPG

 

A ELARD, constituída por redes nacionais de desenvolvimento rural, congrega Grupos de Ação Local gestores do LEADER/DLBC de 26 países europeus. A MINHA TERRA foi presidente da ELARD no biénio 2018-2019.

54 Projetos LEADER 2014-2020

 
I2-54XPROJETOS.JPG

Repertório de projetos relevantes e replicáveis apoiados no âmbito da Medida 10 LEADER do Programa de Desenvolvimento Rural 2020 elaborado pela Federação Minha Terra.

Cooperação LEADER


Edição da Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural e Federação Minha Terra, publicada no âmbito do projeto “Territórios em Rede II”, com o apoio do Programa para a Rede Rural Nacional.






Agenda

Evento de encerramento do projeto "Encosta Viva"

2022-10-05, Urbanização Encosta da Barata, Abrantes

Cimeira Nacional de AgroInovação 2022

2022-10-11 a 2022-10-12, CNEMA, Santarém

Dia Municipal para a Igualdade 2022

2022-10-17 a 2022-10-31, Atividades em todo o país

Workshop "Promoção da igualdade de género nas zonas rurais da UE"

2022-11-15, Andolsheim (Alto Reno, França)

Receitas e Sabores dos Territórios Rurais

 

 I15-LIVROX7MG.JPG 

O livro “Receitas e Sabores dos Territórios Rurais”, editado pela Federação Minha Terra, compila e ilustra 245 receitas da gastronomia local de 40 territórios rurais, do Entre Douro e Minho ao Algarve.





[ETAPA RACIONAL ER4WST V:MINHATERRA.PT.5]