Acerca da Minha Terra
Área de Associados

Projeto SCAPEFIRE: reunião de parceria na Pampilhosa da Serra

2019-10-31

A Federação Minha Terra marcou presença na segunda reunião do projeto SCAPEFIRE, cuja parceria integra. A reunião decorreu no passado dia 18 de outubro na Biblioteca Municipal Dr. Fernando Nunes Barata, na Pampilhosa da Serra, e incluiu ainda uma visita de campo e um workshop aberto à comunidade.

I13349-IMGX20191018X164004XV2.JPG

O projeto SCAPEFIRE visa propor um modelo de ordenamento do território rural que permita a prevenção de incêndios, atendendo à sustentabilidade ecológica, económica e social da paisagem. O projeto parte da convicção de que é indispensável alterar o paradigma de ocupação do território existente para um outro modelo menos vulnerável aos incêndios e mais sustentável. Pretende-se a criação de um modelo de protecção da paisagem contra os incêndios rurais que, sem negar a importância económica que algumas espécies mais combustíveis possam ter (como o pinheiro e o eucalipto), assegure a conservação do solo, da água, da biodiversidade e a sua viabilidade socioeconómica. Este modelo será adaptado a cada tipologia de paisagem. Para já há dois casos de estudo, nos concelhos da Pampilhosa da Serra e Leiria.

Como o objetivo é a obtenção de um modelo o mais completo possível, foi criada uma parceria bastante abrangente, incluindo o meio académico e de investigação através do Instituto Superior de Agronomia, da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, da Universidade de Évora, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, da Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa e da Fundação Pau Costa, o associativismo para o desenvolvimento local, através da Federação Minha Terra, a administração pública de nível nacional, através da Direção-Geral do Território e a administração pública local, através das Câmaras Municipais da Pampilhosa da Serra e de Leiria.

A 5 de abril decorreu no Salão Nobre do Instituto Superior de Agronomia, em Lisboa, a primeira reunião, que serviu para a apresentação do projeto e do plano de ação, assim como a interação entre os diferentes parceiros.

Esta segunda reunião teve como objetivo a apresentação dos primeiros resultados da investigação.

O Instituto Superior de Agronomia apresentou/sugeriu um conjunto de variáveis para o modelo, relacionadas com as caraterísticas biofísicas do território, a aptidão e uso do solo, a ocupação humana ou a historicidade da ocorrência de incêndios rurais. Foi mostrada e explicada cartografia com uma aplicação da proposta de modelo ao caso concreto do concelho da Pampilhosa da Serra. Foi também apresentado o resultado de um conjunto de entrevistas realizadas no concelho da Pampilhosa da Serra que procuraram conhecer a opinião de representantes das várias freguesias, incluindo autarcas e membros de Comissões de Melhoramentos, mas também empresários, sobre a evolução da paisagem, os problemas, potencialidades e iniciativas no território. Teve ainda lugar uma apresentação por parte da Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa, que fez uma interpretação da ocupação humana da paisagem da Pampilhosa através de uma leitura da sua paisagem, tendo, entre outras coisas, analisado as caraterísticas do edificado.

Para além da reunião foi realizada uma visita de campo, tendo sido visitada uma povoação do sul do concelho, particularmente afetada pelo incêndio de outubro de 2017, onde se pôde, com o apoio de uma responsável da autarquia, conhecer o comportamento que o fogo teve e os seus efeitos na localidade. Foi possível também identificar a aposta em novos tipos de vegetação, menos suscetíveis à propagação das chamas.

I13349-IMGX20191018X151942XV2.JPG

I13349-IMGX20191018X153135XV2.JPG

Paralelamente à visita de campo decorreu um workshop aberto à comunidade, onde foram apresentados os objetivos do projeto e discutidas as potencialidades e os constrangimentos da aplicação do modelo proposto no território, onde participou também a Associação Pinhais do Zêzere.

A próxima reunião do projecto deverá decorrer na Primavera do próximo ano, em Évora.

Cooperação LEADER

COOPLEADER.JPG

Edição da DGADR e Minha Terra, publicada no âmbito do projeto Territórios em Rede II, com o apoio do Programa para a Rede Rural Nacional.

Terra Viva

 

 I16-MTX1.JPG

O programa “Terra Viva”, emitido pela TSF em 2011 e em 2014, reforça a aposta de comunicação da MINHA TERRA, divulgando e promovendo iniciativas de desenvolvimento local, em meio rural.

 

Territórios em Rede

TR07MAI2013.JPG

Territórios em Rede é a revista da Cooperação LEADER, editada no âmbito do projeto Territórios Rurais em Rede - financiado pelo Programa para a Rede Rural Nacional.

3 Projetos LEADER

3PROJETOSLEADER0910.JPG

A publicação “3 Projetos LEADER” dá a conhecer projetos apoiados no âmbito daAbordagem LEADER nos Programas de Desenvolvimento Rural do Continente (PRODER), Açores (PRORURAL) e Madeira (PRODERAM). 





Newsletter

ELARD

 
I19-BOTXXOXFMTXPRESIDENCIA.JPG
 

A ELARD, constituída por redes nacionais de desenvolvimento rural, congrega Grupos de Ação Local gestores do LEADER/DLBC de 25 países europeus. A MINHA TERRA é presidente da ELARD para o biénio 2018-2019.

Projetos PDR2020 Apoiados

 
I20-PDRXPT2020XFEADER.JPG
 

Plano de Informação LEADER 2020

Rede LEADER 2020: Qualificar, Cooperar, Comunicar

LEADER DLBC em Portugal e na Europa

Plano de Informação LEADER 2020

 
I17-LOGOXLEADER2020.JPG
 

O Projeto “Plano de Informação LEADER2020” quer dar resposta aos desafios dos territórios rurais, através de atividades de disseminação de informação de caráter técnico, económico e organizacional.

Pessoas e Lugares

I1-PESSOASXEXLUGARESXN.XXX14.JPG

O jornal Pessoas e Lugares é um projeto editorial e de comunicação da MINHA TERRA dedicado ao LEADER.

Bolsa de Terras

 
I8-BOLSAXTERRAS.JPG
 

A Federação Minha Terra e 35 ADL associadas parceiras estão autorizadas para a prática de atos de gestão operacional (GeOP) da Bolsa de Terras.

Receitas e Sabores dos Territórios Rurais

 

 I15-LIVROX7MG.JPG 

O livro “Receitas e Sabores dos Territórios Rurais”, editado pela Federação Minha Terra, compila e ilustra 245 receitas da gastronomia local de 40 territórios rurais, do Entre Douro e Minho ao Algarve.





SICLIK.COM.S8V2.MINHATERRA.PT.4